29 de jun de 2011

(Blog do Riordan) Música, salmonetes, e uma viagem de três décadas

Acho que por essa vocês não esperavam:

"Eu prometi a muitas pessoas ao longo dos anos que postaria uma foto minha em meus dias como um cantor de folk rock. Bem, aqui vai: a última foto. Não, esse não é Tony Orlando. Esse sou eu, por volta de 1983. Este é meu cabelo de verdade, e esse é o meu bigode fino.
Dias como um cantor de folk rock!
O que me levou a postá-la agora? Ontem à noite, Becky e eu fomos a um concerto de Lyle Lovett e John Hiatt no teatro Majestic, aqui em San Antonio, que trouxe de volta muitas memórias. Na década de 80, quando eu estava na faculdade, eu brevemente deixei de lado meu sonho de ser escritor para me concentrar na música. Dois dos meus amigos de faculdade e eu formamos um trio de folk rock e começamos a tocar ao redor do sul do Texas. Eu escrevi algumas músicas originais, mas na maior parte nós fizemos covers de Bob Dylan, Rolling Stones, Neil Young, Beatles… Bem, você provavelmente pode dizer que tipo de música tocávamos apenas olhando para o meu cabelo.
De qualquer forma, uma das nossas primeiras apresentações foi no Restaurante Grins, em San Marcos. O proprietário, Johnny, também tinha dado uma pausa para os então desconhecidos artistas Robert Earl Keen e Lyle Lovett. No concerto da noite passada, Lyle Lovett mencionou seus dias na Grins, e isso me fez sorrir. Felizmente para o mundo, Lyle Lovett prosseguiu grandioso na indústria musical. Assim como, felizmente para o mundo, minha banda não. Entretanto, começamos no mesmo lugar. De fato, nossa audição no Grins aconteceu em uma noite em que um amigo de Lyle, Robert Earl Keen estava tocando. Fizemos as malas do lugar com os nossos amigos. Durante o intervalo de uma das bandas, Robert Earl usou seu sistema de som. Tocamos algumas músicas, nossos amigos aplaudiram freneticamente, e depois saímos, junto com a maioria das pessoas no restaurante. Tenho certeza que Robert Earl não estava satisfeito. Então, novamente, ele continuou a carreira de muito sucesso com o Lyle, ao contrário da nossa banda!
Nossa banda tocou por vários anos, e enquanto não estávamos muito popular, nós tivemos alguns bons momentos. Fiz dinheiro suficiente para evitar um dia de trabalho na faculdade. Quando me tornei um professor, logo percebi que shows noturnos e lesionar de manhã cedo não se misturam bem. Eu desisti de tocar, embora a música permanecesse importante para mim. Voltei minha atenção para meu outro sonho – escrever livros – mas mesmo agora, enquanto escrevo isto, meu Martin D-45 está sentado próximo a mim, e eu frequentemente o pego e toco um som dos velhos tempos.
Desde a década de 80, Lyle Lovett foi um dos músicos que forneceu uma trilha sonora para nossas vidas. Becky e eu o vimos no Gruene Hall muito cedo em sua carreira, quando ele lançou sua Large Band. Nós o vimos na década de 90, quando estávamos vivendo na área da baía de São Francisco, e sua música aliviava nossa saudade do Texas. Agora que nós voltamos para casa em San Antonio, o vendo ontem à noite me senti como fechando um ciclo. Minha frase favorita dele no concerto, parafraseou: “Quando eu era criança em Houston, eu queria ser um músico, mas ‘inventar coisas’ não era um trabalho real de onde eu vim. Graças a todos vocês (o público), tornou-se um.” Posso me relacionar com isso! Estou grato por ter feito uma carreira contando histórias – e é graças aos meus leitores.
Por isso, pareceu à hora certa para olhar para trás, a minha foto publicidade folk rock da década de 80. Aquele cara com o cabelo estranho… Ele não tem ideia do quão louco sua vida iria virar. Ele não se tornará uma estrela do rock – graças a Deus – mas ele irá conseguir fazer duas outras coisas que ele sempre sonhou: se tornar um professor bem sucedido, e tornar-se um autor publicado. Ele não acreditaria se eu contasse o quão bem os seus livros serão recebidos. Então obrigado, Lyle Lovett, por me lembrar o quão grande uma viagem nas últimas três décadas têm sido, e como tenho sorte por estar fazendo a coisa para uma vida!"

Fonte.

0 Mensagens de Íris:

Postar um comentário

Fiquem a vontade para comentar.
Deixe sua opinião, sugestão, ou tire suas dúvidas :D
Att,
Staff

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review